segunda-feira, 27 de julho de 2015

A MELHOR MANEIRA DE INVESTIR EM IMÓVEIS

O Brasil é país com uma forte cultura de investimento imobiliário. Com as constantes trocas de moedas que nos acompanhou durante décadas e a hiperinflação dos anos 80 e início dos 90, também não poderia ser diferente. Os imóveis são uma excelente forma de proteção contra momentos de crise, além de garantir a manutenção do poder de compra do capital investido em época de inflação elevada.
O que a maioria das pessoas não sabe é que existe uma maneira muito mais segura e rentável de se investir em imóveis do que simplesmente comprar uma casa, apartamento ou sala comercial para alugar. Que maneira seria essa? Investir em Fundos Imobiliários.
Os Fundos Imobiliários nada mais são do que uma espécie de condomínio que reúne recursos de diversos investidores para investir no ramo imobiliário. Existem diversas modalidades diferentes de fundos. As mais comuns costumam aplicar os recursos dos cotistas na construção ou aquisição de algum empreendimento imobiliário para lucrar com a renda do aluguel.
Prédios comerciais, hospitais, agências bancárias, shoppings centers, dentre outros, compõem o leque de ativos dos fundos. Cada fundo, normalmente, é destinado a um ativo específico. Cabe a você, investidor, decidir aonde irá alocar seu capital.
Você deve estar se perguntando: mas por qual motivo eu deveria investir em um fundo se eu posso comprar um imóvel diretamente? O primeiro motivo é: talvez você não possa comprar um imóvel. Sabemos que muitas pessoas não possuem verba suficiente para adquirir um imóvel para investir. Nos fundos imobiliários, com valores inferiores a R$100 já é possível adquirir uma cota, democratizando o acesso aos investimentos nessa área.
Outra vantagem é a liquidez. Como os fundos são negociados em Bolsa, fica muito mais fácil de você vender suas cotas quando necessitar, ao contrário do que acontece com os imóveis, quando se passa meses ou até anos para conseguir se desfazer de uma propriedade.
 Some-se a isso os custos de comercialização bem mais reduzidos, ou seja, para vendermos um imóvel, através da imobiliária, pagamos cerca de 5% do valor do bem. Já para vender suas cotas de um Fundo Imobiliário, você gastará, no máximo, 10% desse valor.
Além disso, investir em imóveis, através de fundos, tem outro benefício para o investidor: a isenção tributária. Ao contrário do que ocorre quando você é proprietário de um imóvel e precisa pagar imposto sobre o aluguel recebido, nos Fundos Imobiliários você é isento dessa tributação, o que melhora em muito a rentabilidade do dinheiro investido.
Por falar em rentabilidade, a meu ver, essa é a principal diferença entre investir em um imóvel individual e comprar cotas de Fundos Imobiliários. Enquanto você não consegue receber mais do que 0,4% ou 0,5% do valor do imóvel como aluguel, nos Fundos imobiliários é possível conseguir o dobro ou até mesmo o triplo desse valor.
Considero que os preços dos imóveis ainda estão elevados em nosso país. Com toda sinceridade, tenho sérias dúvidas se investir em imóveis é a melhor escolha para um investidor fazer no presente momento. Mas de uma coisa eu não tenho dúvida alguma: se você for investir em imóveis, invista por meio dos Fundos Imobiliários. As vantagens são imensas.

Samuel Magalhães é Consultor Financeiro, Palestrante, fundador do Portal www.invistafacil.com e do instagram @oinvestidor.

# Compartilhar :

Tecnologia do Blogger.